Esportes Paralímpicos

ANDEF: Uma das percurssoras do esporte paralímpico no Brasil

A prática esportiva é encarada de maneira profissional pela ANDEF. O compromisso da entidade com o esporte paralímpico levou-a a oferecer suas instalações e recursos humanos para a instalação do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), quando de sua fundação em 1995.

Foto histórica de competição que a Andef participou no CEFAN no Rio com a premiação do Presidente de Honra do CPB Aldo Miccolis e José Gomes Blanco da Sadef juntamente com Tania Rodrigues, fundadora da Andef

A comprovação do compromisso com o esporte paraolímpico começou muito antes da fundação do CPB. Na ANDEF, foi fundada a Associação Brasileira de Desporto para Amputados, a Associação Brasileira de Voleibol Paralímpico, entre outras enitdades. Na história do desporto paralímpico, a ANDEF sempre teve papel fundamental na preparação da delegação brasileira, tem tradição em ceder atletas e formar dirigentes de entidades nacionais.

Os resultados dos atletas da ANDEF, em competições nacionais e internacionais, bem como dos atletas paralímpicos, de um modo geral, é surpreendente. Para exemplificar, nos Jogos Paralímpicos de Atenas, em 2004, na Grécia, 10% da delegação brasileira foi constituída por atletas da ANDEF (10 atletas dos 100 que participaram do evento). Nesta competição, os seus atletas conquistaram duas medalhas de ouro e uma de prata (no Futebol para Paralisados Cerebrais, no qual a associação cedeu seis dos 12 jogadores para a seleção brasileira).

Em outras competições anteriores, inúmeros atletas da ANDEF conseguiram conquistar recordes mundiais e parapan-americanos. Atletas que se tornaram ícones no paradesporto no Brasil, como: Anderson Lopes, Douglas Amador, Márcia Malsar, Antônio Delfino, entre outros.

O trabalho da ANDEF na formação dos atletas de alto-rendimento é constante. A cada ano surgem novos talentos, em virtude da infra-estrutura que é oferecida pela instituição aos atletas e técnicos. Os resultados dos novos talentos podem ser observados na prática.

Por exemplo, Vanderson Alves, do Atletismo, chegou na ANDEF para treinar em 2003. Ele é amputado da perna esquerda, vítima de atropelamento por trem, em Barra Mansa, no interior do estado do Rio. De lá pra cá, Vanderson vem treinando Lançamento de Disco.

Hoje, ele é o recordista parapan-americano e está totalmente re-inserido na sociedade através do esporte. Vanderson é apenas um dos inúmeros casos de sucesso de atletas que se utilizaram da infra-estrutura da ANDEF, para realizar seus sonhos e alcançar seus objetivos.

Pratique esportes na ANDEF - Ligue para 3262-0050 (falar com a academia) para informações sobre as atividades